UBInforma
 

ed. 546 | 23 a 29 setembro 2017

 

UBI e IPG são os melhores pagadores

 

Em destaque
agendaUBI
Notas Culturais
Arquivo UBInforma

 

A UBI não demora um dia a pagar aos seus fornecedores, de acordo com os dados divulgados na semana passada pelo Governo.

Segundo o “ranking” dos prazos médios de pagamento das instituições públicas, comparando dados entre dezembro de 2010 e dezembro do ano passado, a Universidade da Beira Interior tinha o melhor desempenho na região, pagando a 0 dias. Neste período, o IPG conseguiu reduzir o prazo em 32 dias, passando de 43 dias (2010) para 11 (2011), tendo superado os objetivos definidos pelo Governo. O mesmo não se verificou nas unidades hospitalares, que não cumpriram os objetivos. O Centro Hospitalar da Cova da Beira aumentou mesmo em 43 dias o prazo médio de pagamento (de 202 dias em 2010 para 245 no final de 2011), a uma tendência que também se registou na Unidade Local de Saúde da Guarda, onde se demorava mais 50 dias a pagar no final do ano passado (180) comparativamente a dezembro de 2010 (230). Apesar disso, ambas as instituições estão muito abaixo da média nacional, que era de 214 dias em 2010 e de 294 dias no final do ano passado.

Nas autarquias, Celorico da Beira é o pior caso com um prazo médio de pagamentos de 736 dias em dezembro de 2011, ou seja, mais 240 dias que no final de 2010. Contudo, pertence ao município do Fundão a maior subida neste período: mais 261 dias para pagar a fornecedores, tendo passado de 43 dias em 2010 para 304 em 2011. Gouveia (de 88 para 209 dias), Manteigas (de 81 para 204), Belmonte (51 para 168), Guarda (95 para 138), Vila Nova de Foz Côa (de 93 para 121) e Pinhel (de 94 para 97) foram outras Câmaras onde os prazos médios de pagamento aumentaram. Tal como em Almeida (de 35 para 93 dias), Sabugal (de 23 para 39) e Aguiar da Beira (de 7 para 13). Inversamente, reduziram prazos as Câmaras de Trancoso (249 para 192 dias), Mêda (165 para 107), Figueira de Castelo Rodrigo (202 para 106), Seia (117 para 81), Covilhã (145 para 67) e Fornos de Algodres (23 para 9 dias). Neste setor, a média nacional era de 100 dias em dezembro de 2010 e subiu para 122 dias no final de 2011.

Fonte: Semanário O Interior

UBInforma nº 308 | 19 a 25 maio 2012

 

 

 

Propriedade: Universidade da Beira Interior
Edição: Gabinete de Relações Públicas
Design: GRP | Raquel Rosa
Contactos: grp@ubi.pt | Telf.: 275 242 014 | Ext.: 2034

se desejar subscrever esta newsletter s.f.f. envie um e-mail para grp@ubi.pt com o assunto: subscrever a ubinforma