UBInforma
 

ed. 575 | 21 a 27 abril 2018

  notas culturais
 

Em destaque
agendaUBI
Notas Culturais
Arquivo UBInforma

 


SÁBADO | 21-abr

Teatro | Há Beira na Revolta
Fundão: localidades de (21h30) e Lavacolhos (dia 22, 16h30)
“Há Beira na Revolta” é um espetáculo que reúne quatro histórias de força, coragem, resistência e resiliência beirã entre o séc. XIX e XX. “ A tomada do Carvalhal”, que conta a luta do povo do Souto da Casa para evitar que a família Garrett se apropriasse dos seus terrenos; “A história do Zé Manteigas”, que nos revela a vida dura dos mineiros da Panasqueira e “A Rua dos Alves”, onde dois criminosos aterrorizavam a vila do Fundão e “As Cebolas de Napoleão”, um pequeno apontamento que evoca as Invasões Francesas entrando pela Beira Interior. Quatro episódios sobre um povo desgastado com as adversidades impostas por aqueles que constantemente abusam do poder, da violência ou do suborno. A história da humanidade é, desde do seu limiar, uma sucessão de ciclos que se repetem incessantemente. A forma como estes períodos se desenrolam é diversa, mas as motivações humanas mantêm-se as mesmas, independentemente da época e do lugar. Desta maneira, é possível compreender melhor a grande história universal através de quatro pequenas estórias da Cova da Beira.

MÚSICA | TRIBUTO A ZECA AFONSO
Covilhã: Centro de Ativ’Idades | 14h30
Entrada Livre
No âmbito das comemorações do 25 de Abril na Covilhã, a Câmara Municipal organiza um tributo a um dos artistas mais importantes da música portuguesa, umbilicalmente ligado à luta pela Liberdade e à Revolução dos Cravos: Zeca Afonso. Rúben de Matos e Duarte Santos serão os intérpretes de algumas das mais conhecidas canções de intervenção.

MÚSICA | “Duo Rubrum”
Castelo Branco: Museu Francisco Tavares Proença Júnior | 18h00
Entrada livre
Espetáculo com Carolina Andrade (aluna do segundo ano da licenciatura em Música na Universidade de Aveiro, variante performance - Canto, com a professora Isabel Alcobia) e Romeu Ferreira Curto (natural da Covilhã, que passou pelo projeto “Zéthoven”, Conservatório de Música da Covilhã, Escola
Profissional de Artes da Covilhã (EPABI) e atualmente
Universidade de Aveiro).

MÚSICA | Asaf Avidan
Castelo Branco: Cine-Teatro Avenida | 21h30
Entrada: 15€ - €12,00 Primeiros 100 Bilhetes Vendidos
Asaf Avidan é coração de folk-rock Americana. Asaf Avidan foi banda de suporte para artistas como Bob Dylan, Robert Plant, Ben Harper ou Lou Reed e apresentou um concerto tributo aos The Who no Carnegie Hall; “The Reckoning” foi o disco mais vendido em Israel por um selo independente como também foi aclamado álbum do ano pela Time Out Tel Aviv; viu o seu segundo single deste álbum na banda sonora do filme The Tree em que figura Charlotte Gainsbourg.


SEGUNDA | 23-abr

Arruada Literária “Pela Liberdade”
Covilhã: Centro histórico | 21h00
No âmbito das comemorações do 25 de Abril e no Dia Mundial do Livro, a Câmara Municipal da Covilhã realiza a primeira Arruada Literária “Pela Liberdade”, com o apoio da Universidade da Beira Interior.
O percurso inicia-se na Capela de Stª Cruz do Calvário e prossegue para a Rua Alexandre Herculano, Igreja de Stª Maria, portas do Sol e termina na Praça do Município. Ao longo do trajeto, os alunos do Departamento de Letras da UBI realizam paragens para lerem excertos de textos sobre “Liberdade”. A arruada conta com o acompanhamento musical da Desertuna – Tuna Académica da UBI e um apontamento de dança a cargo do grupo de bailado Kayzer Ballet, na chegada ao Pelourinho.


TERÇA | 24-abr

MÚSICA | Concerto AP Braga + Cantar Abril
Fundão: Praça do Município | 21h30
Entrada livre
Cantar Abril foi formado por um grupo de amigos tendo como objetivo a realização de um concerto no âmbito das comemorações do 25 de Abril de 2018. Neste concerto serão apresentados diversos temas de alguns cantautores da música de intervenção portuguesa que, de uma forma ou de outra, deram os seus contributos na luta para a implementação da democracia em Portugal. AP Braga - é um cantautor cujos temas, compostos em parceria com Fausto Bordalo Dias, fazem parte de álbuns como “Madrugado dos Trapeiros” e “P´ro que der e vier”. Da sua discografia fazem ainda parte temas como: “Soldadim Catrapim”, “Roda da Senhora Rainha”, “Cavalo de Várias Cores”, etc..


QUARTA | 25-abr

CONCERTO | Rui Veloso
Guarda: Teatro Municipal da Guarda | 21h30
Entrada: 15€
Os 13 anos de existência do TMG são assinalados por um dos mais importantes músicos portugueses das últimas décadas.


QUINTA | 26-abr

CONCERTO | Ana Bacalhau
Guarda: Teatro Municipal da Guarda | 21h30
Entrada: 10€
Ana Bacalhau, a grande voz que tão bem canta a portugalidade no grupo Deolinda, estreia-se com um disco a solo que apresenta ao vivo no Teatro Municipal da Guarda: “Nome Próprio”. O álbum foi masterizado nos míticos estúdios de Abbey Road, em Londres. Samuel Úria, Jorge Cruz, Nuno Prata, Afonso Cruz, Nuno Figueiredo, António Zambujo, Capicua, Márcia, Carlos Guerreiro e Francisca Cortesão são alguns dos compositores desafiados por Ana Bacalhau para este seu primeiro álbum solo. Ao longo dos anos a sua carreira cruzou-se com músicos como Júlio Resende, Joana Machado, Rita Redshoes, Ala dos Namorados, Mafalda Veiga, Miguel Araújo, entre outros. A fusão de fado, pop e músicas de raiz tradicional, e o seu estilo vocal tão característico, fazem da Ana Bacalhau uma artista singular no panorama musical português.


SEXTA | 27-abr

CINEMA | Encontros Cinematográficos 2018
Fundão: A Moagem – Cidade do Engenho e das Artes | 21h30 | até dia 30
Os “Encontros Cinematográficos” regressam ao Fundão, dias 27, 28, 29 e 30 de Abril, com convidados e filmes de grande qualidade, contando com a presença dos realizadores Marta Mateus, Pierre-Marie Goulet, Pablo Llorca e Ana Luísa Guimarães. Os “Encontros” abrem com o celebrado “Farpões Baldios” de Marta Mateus e fecham com o clássico “Douro, Faina Fluvial” de Manoel de Oliveira, musicado ao vivo pelo pianista Belthosier.
Esta oitava edição tem na evocação de Michel Giacometti um dos seus pontos fortes, com uma projecção especial na Igreja Matriz de Aldeia de Joanes da série “Povo que Canta”, eco que se prolongará depois na Moagem com as projecções de “Polifonias – Paci è saluta, Michel Giacometti” e “Encontros” de Pierre-Marie Goulet, e uma conversa aberta que contará com testemunhos de Fernando Paulouro, de Virgínia Dias e de Manuel Rocha. Encontro também com o realizador Pablo Llorca, o actor Luís Miguel Cintra e o ex-director da Cinemateca Espanhola Miguel Marías no seguimento dos extraordinários filmes “Uno de los dos no puede estar equivocado”do realizador espanhol e “Espelho Mágico” de Manoel de Oliveira. Encontro por fim com o filme “Nuvem”, obra única de Ana Luísa Guimarães, acontecimento assinalado com as presenças do programador da Cinemateca Luís Miguel Oliveira e do cineasta Manuel Mozos. No Espaço Comuna (centro do Fundão), ainda se lança o livro “Uma Viagem pelo Cinema Americano” (A.23 Edições) de João Palhares e José Oliveira e haverá também lugar para uma sessão surpresa. O programa completo pode ser consultado em encontroscinematograficos. luzlinar.org. A organização é da Associação Luzlinar e do Município do Fundão, com a colaboração da Cinemateca Portuguesa. A entrada é livre para todos os filmes e conversas.

PLURIDISCIPLINAR | Arlindo De Carvalho, Uma Alma Da Beira
Castelo Branco: CINE-TEATRO AVENIDA | 21h30
Entrada Livre com bilhete
Espetáculo de homenagem a Arlindo Duarte de Carvalho, nascido na Soalheira em 27 de Abril de 1930 e com uma fortíssima relação identitária com a região. As suas canções e a sua emocionantes relação com a Beira Baixa, tornaram-no um dos maiores embaixadores desta terra de barrocais e gente rija e morena.
O compositor e cantor doou a Castelo Branco uma parte importante do seu espólio em mais uma das suas atitudes plenas de humildade e amor pelo território que o viu nascer e nunca mais deixou de cantar. Esta homenagem, realizada no dia do seu nascimento, é um Tributo do Município a um dos grandes nomes da cultura Beirã.


| Continua…

EXPOSIÇÃO | ”Singular do Plural”
Fundão: Edifício do Tribunal do Fundão | até 30 de abril | Durante o horário de funcionamento do Tribunal
A exposição ”Singular do Plural” consiste numa representação de 20 profissões de pessoas de etnia cigana. O objetivo geral deste evento é o de influenciar, positivamente, a imagem social das comunidades ciganas na sociedade maioritária, contribuindo para um melhor conhecimento sobre estas visando a construção de uma sociedade mais justa e inclusiva.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Propriedade: Universidade da Beira Interior
Edição: Gabinete de Relações Públicas
Design: GRP | Raquel Rosa
Contactos: grp@ubi.pt | Telf.: 275 242 014 | Ext.: 2034

se desejar subscrever esta newsletter s.f.f. envie um e-mail para grp@ubi.pt com o assunto: subscrever a ubinforma