ubinforma
ed. 637 | 14 a 20 setembro 2019
   
 
 

Geopark Serra da Estrela com o contributo da UBI

A Universidade da Beira Interior (UBI) considera a aprovação da candidatura da Serra da Estrela a Geopark Mundial uma oportunidade de desenvolvimento integrado deste território, aproveitando a capacidade instalada de entidades como municípios e instituições de Ensino Superior.

A UBI integra, desde a fundação, a Associação Geopark Estrela (AGE), organismo que ao longo dos últimos quatro anos desenvolveu e apresentou a proposta que foi aprovada pela UNESCO na 4.ª Sessão do Conselho de Geoparks Mundiais, que teve lugar na Indonésia esta semana. O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) é a outra instituição de Ensino Superior que integra a candidatura.

Prevê-se que as duas instituições científicas apostem na investigação “para garantir o melhor conhecimento possível das características do território e as suas potencialidades geológicas e paisagísticas”, referiu a AGE, em comunicado.

Entre as prioridades está a formação de quadros especializados na preservação ecológica, proteção ambiental e na gestão do turismo. “Pretendemos dar resposta às necessidades que precisam de ser colmatadas para conseguirmos manter a área da Serra Estrela protegida e fazermos um bom uso dos recursos disponíveis”, adianta o mesmo comunicado, assinado pelo presidente da AGE, Joaquim Brigas, também presidente do IPG.

A vice-presidência foi atribuída à UBI, representada pelo Vice-Reitor, José Páscoa. Este considera que o "Geopark Estrela é uma oportunidade para estreitar laços entre os municípios e as instituições de investigação, sendo que esta ligação já foi motivo de candidatura e aprovação de projetos financiados entre a UBI, IPG e AGE". Acrescenta que “a Associação Geopark Estrela tem ainda a sorte de poder contar com uma equipa executiva extraordinária, coordenada pelo Dr. Emanuel de Castro".

Além da UBI e IPG, a Associação Geopark Estrela é composta por nove municípios dos distritos da Guarda (Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Gouveia, Guarda, Manteigas e Seia), Castelo Branco (Belmonte e Covilhã) e Coimbra (Oliveira do Hospital). O projeto pretende aproveitar o potencial turístico, económico e social dos municípios que fazem parte do território e, por conseguinte, o aumento da qualidade de vida das populações.

Depois da aprovação desta semana, elogiada por autarcas da região e pelo Primeiro-Ministro, António Costa, a candidatura fica agora apenas a aguardar o parecer do Conselho Executivo da agência das Nações Unidas.

 

<< voltar

 

te xtosfoto s
 
         
 
 


Edição:
Gabinete de Relações Públicas
Contactos: grp@ubi.pt | Telf.: 275 242 014 | Ext.: 2034

se desejar subscrever esta newsletter s.f.f. envie um e-mail para grp@ubi.pt com o assunto: subscrever a ubinforma