UBInforma
 

ed. 554 | 18 a 24 novembro 2017

 

Televisão da UBI difundida no cabo

 

Em destaque
agendaUBI
Notas Culturais
Arquivo UBInforma

 


Os conteúdos produzidos pelos alunos de Ciências da Comunicação, Cinema e Design Multimédia da Universidade da Beira Interior estão agora disponíveis num dos canais de televisão de cabo distribuídos pela MEO. Uma nova plataforma informativa que ajuda a difundir o que é feito na instituição.

A terminar os três anos letivos do curso de Ciências da Comunicação, Raquel Machado está cada vez mais convicta que é nesta área que vai querer construir uma carreira profissional. Uma certeza que ganhou ainda mais consistência quando viu os seus trabalhos serem exibidos num canal de televisão distribuído por um dos operadores de cabo.

Desde há algumas semanas que as peças noticiosas produzidas pelos alunos de Ciências da Comunicação para a Televisão da Universidade da Beira Interior (TUBI), juntamente com as curtas e as animações dos alunos de Cinema e Design Multimédia, estão a ser disponibilizadas no Canal 770448 do MEO. Esta que foi a primeira televisão universitária portuguesa, a funcionar desde outubro de 1997, reúne trabalhos de alunos que ao longo dos vários anos têm vindo a escolher a UBI para realizarem as suas formações profissionais.

Ao longo do curso muitos alunos acabam por optar por disciplinas ligadas à produção de conteúdos noticiosos para televisão. Numa primeira fase, a TUBI estava disponível a todos os membros da comunidade académica e era distribuída através do circuito interno de televisão. Com a aposta nas novas tecnologias, desde 2003 que o “TUBI jornal”, principal conteúdo do trabalho académico, diversas reportagens sobre a instituição, a vida universitária, a cidade e região, e outras produções informativas, são disponibilizadas através do canal online da televisão. Também nesta plataforma a “TUBI” acabou por assumir uma posição pioneira ao ser uma das primeiras televisões online produzidas unicamente por estudantes universitários.

A aposta passa agora por uma distribuição num dos canais de cabo da operadora controlada pela Portugal Telecom. No Canal 770448 do MEO, as peças jornalísticas, reportagens, curtas e animações produzidas pelos estudantes são disponibilizadas para os interessados. Uma forma de dar a conhecer o que é feito na instituição e também de mostrar a capacidade de formação dos alunos da academia. 

Depois das primeiras experiências, os alunos mostram-se “ainda mais empenhados”, assume Raquel Machado. A estudante que esta semana vai apresentar o jornal produzido pelos seus colegas confessa que tem sido “uma experiência interessante”, até porque “acaba por dar valor e reconhecer todo o trabalho que aqui é feito, por todos, de uma forma mais geral para as pessoas. Há aqui muito trabalho, muitas horas de sono perdidas, mas tudo é compensado com o número de espetadores que estão a ver o que produzimos”. Esta finalista de Comunicação garante que o feedback “tem sido muito positivo”. “Por exemplo, em casa dos meus pais e de amigos meus, o nosso canal Meo está já na lista de favoritos. As opiniões do nosso trabalho são bastante boas e acaba por ser mais uma forma de ver estes conteúdos. É o nosso trabalho que agora está na televisão e é à televisão que as pessoas normalmente estão habituadas. Agora estamos mais empenhados em fazer mais e melhor”, reitera.

Palavras partilhadas por Edgar Félix. Também finalista e autor de alguns trabalhos jornalísticos agora exibidos através do canal da TUBI no MEO vê com bons olhos mais esta aposta. “A televisão por cabo está a crescer e existindo um canal televisivo é mais uma forma de mostrar este trabalho e as nossas potencialidades. Para além disso, funciona como um complemento ao que já era feito e difundido através do 'TUBI jornal' na Internet”. Este aspecto ganha importância sobretudo para a comunidade exterior à UBI, considera o aluno, onde diz existir “todo um vasto público que ainda está mais habituado a ver televisão e não tanto canais de informação na Internet. É muito importante e interessante, por exemplo, para os nossos pais e amigos ver o que fazemos, na televisão. A televisão ainda é a ‘Caixa Mágica’ e então agora estamos mesmo em televisão”.
Estes conteúdos estão disponíveis, para já, nos serviços do operador de canal por cabo MEO, da Portugal Telecom, através do botão verde dos comandos do sistema de transmissão, escolhendo depois o canal 770448. Contudo, os responsáveis pelo curso esperam, a breve trecho, poder marcar presença num maior número de distribuidores deste tipo de serviço, alargando assim o universo de potenciais telespectadores.

Fonte: urbi@orbi

UBInforma nº 358 | 8 a 14 junho 2013

 

 

 

Propriedade: Universidade da Beira Interior
Edição: Gabinete de Relações Públicas
Design: GRP | Raquel Rosa
Contactos: grp@ubi.pt | Telf.: 275 242 014 | Ext.: 2034

se desejar subscrever esta newsletter s.f.f. envie um e-mail para grp@ubi.pt com o assunto: subscrever a ubinforma