ubinforma
ed. 596 | 20 a 26 outubro 2018
   
 
 

UBI vai colaborar com autarquia no estudo do património de Trancoso

A Universidade da Beira Interior (UBI) e a Câmara Municipal de Trancoso deram início a uma parceria que vai contribuir para o estudo do valioso património desta cidade do distrito da Guarda, que detém um expressivo Centro Histórico com numerosos monumentos de arquitetura civil, militar e religiosa.

O protocolo de cooperação assinado esta semana envolve docentes, investigadores e alunos do Departamento de Engenharia Civil e Arquitetura (DECA), que terão pela frente o desafio de estudar e promover novos usos de espaços existentes.

A cooperação tem em perspetiva a recuperação do Palácio Ducal, um edifício do século XVIII, situado no interior das muralhas da localidade. O imóvel é considerado um ex-líbris de Trancoso e a intenção da Câmara passa por dar-lhe funções com a dignidade que o edifício exige.

“Pretendemos que todo este trabalho com os alunos da UBI, os seus professores e orientadores, culmine depois com a realização de um projeto para o Palácio Ducal, onde nós queremos instalar o Museu da Cidade e um auditório municipal”, explica o presidente da Câmara de Trancoso, Amílcar Salvador, que rubricou o protocolo na terça-feira, dia 9 de setembro, juntamente com o vice-reitor da UBI, José Páscoa.

Trancoso detém um legado edificado e cultural de grande valor, fruto de ter sido palco de factos históricos como casamentos reais e batalhas importantes para a independência do país, entre outros. A autarquia procura agora projetar ainda mais a cidade, encontrando na UBI um parceiro privilegiado, que desta forma coloca ao serviço da comunidade, recursos técnicos e pessoal docente altamente qualificados existentes no DECA, juntamente com os estudantes que se encontram em processo de aquisição de uma formação de elevada qualidade.

“Temos um património invejável que a Câmara quer continuar a promover e a divulgar. A melhor forma que encontrámos para continuar a investigar e estudar Trancoso foi de facto estabelecer esta ligação estreita com a UBI, para que cada vez mais pessoas conheçam a nossa história”, salienta Amílcar Salvador.

Do ponto de vista da UBI, este projeto é visto como muito importante para a investigação nas áreas da Arquitetura e Engenharia Civil, pelo conjunto de estudos que depois resultarão em projetos de execução, mas acima de tudo dissertações e teses, artigos científicos, comunicações em congressos e investigação aplicada à Arquitetura e Engenharia Civil. “É uma grande oportunidade”, sintetiza Fernando Diniz, presidente do DECA, Departamento que integra a Faculdade de Engenharia.

“É uma mais-valia para os alunos que vão integrar as equipas técnicas, porque tomarão contacto com a prática e não só com a teoria da Arquitetura”, acrescenta o docente e investigador da UBI, destacando o reforço da “ligação à comunidade que é muito prezada” no DECA.

“Com esta associação à Câmara de Trancoso, que nos contactou por conhecer a qualidade do nosso trabalho, fazemos com que a UBI promova a investigação, que é universal e uma das funções do nosso Departamento e da nossa Universidade, a partir da nossa região”, conclui Fernando Diniz.

 

<< voltar

 

te xtosfoto s
 
         
 
 


Edição:
Gabinete de Relações Públicas
Contactos: grp@ubi.pt | Telf.: 275 242 014 | Ext.: 2034

se desejar subscrever esta newsletter s.f.f. envie um e-mail para grp@ubi.pt com o assunto: subscrever a ubinforma